domingo, 14 de maio de 2017

São rosas, senhores!!

E cá tenho continuado, por entre restauros e viagens entre serras e montes, que me permitem sempre ver coisas e paisagens tão belas, e nas vindas a casa, é um corre corre entre preparar isto e aquilo, responder aos vossos pedidos, cuidar das plantas, e... colher rosas!!
Este ano, as minhas roseiras parece que adivinharam que preciso delas, pois têm-me presenteado com tanta abundância, tanta, que a minha casa se enche de caixas e cestos cheios de pétalas cada vez que saio, ou por vezes, até as apanho pelo caminho!!
Neste momento, os únicos produtos que contém rosas que tenho disponíveis são o Creme de rosto de Alfazema (sim! tem óleo de amêndoas doces macerado nas minhas melhores rosas, de uma variedade antiga, as melhores que já cheirei!) e uns sais de banho medicinais que ainda tenho de vos apresentar. Mas, com esta abundância, posso dizer-vos que há de vir mais a caminho!!
Mas é também um momento especial que propicia esta colheita desenfreada, o casamento da minha irmã mais nova :)
Dantes, custava-me tanto colher as flores!! Mas agora, que sei que as plantas ainda produzem mais se elas forem colhidas, já penso diferente... é como se estivessem realmente empenhadas em oferecer-me cada vez mais e melhor!!
Presenteio-vos com estas cores lindas, pena o cheiro não poder ser adicionado à imagem ;)





domingo, 5 de março de 2017

Reutilizemos!

Sabiam que os materiais de embrulho que uso são quase todos reciclados e reutilizados? E que quase todos os carimbos são feitos por mim, com materiais bastante básicos?!
Sempre que vou ao mini/supermercado, procuro materiais que iriam para a reciclagem,e assim podem ainda ter uma vida útil, e terão ainda outras, se vocês os utilizarem depois! Uma sugestão poderia ser para fazer pacotinhos para embalar sementes, ou quiçá para embrulhar qualquer outra coisa! Aproveito o cartão, para embalar frascos ou fazer cartões, e papel pardo grosso, caixas de papelão, e até os sabões, a melhor forma que encontrei ao longo do tempo para os armazenar, são caixas de sapatos, que por sinal costumam trazer outros papeis bem interessantes. Num mundo em que se consome tanto, valha-nos dar uma vida mais longa a estes produtos, reutilizemos!! 
O papel que uso para imprimir os rótulos, esse sim, é comprado: quer o mais escuro, quer o mais claro, são papel reciclado, e descobri que infelizmente, neste momento, não há nenhuma empresa a produzi-lo no nosso país. Não é triste? Triste como viver numa zona maravilhosa, que está a ver a sua floresta nativa (?) a desaparecer devido à monocultura de eucalipto, que tem contribuído de diversas formas para a desertificação do interior e das nossas terras, outrora férteis. Ah, resta dizer que também corto as folhas, para fazer os A4 para impressão! Por isso, se encontrarem sabões rotulados à mão, carimbados... é porque os meus outros afazeres me roubam tempo para esses trabalhos, mas não seja por isso - há sempre criatividade e carimbos para ajudar a rotular os produtos!
Até os saquinhos onde vos envio os produtos, são cortados ao meio, para que possa fazer dois, pois a maioria das vezes são grandes demais! E assim, nas horas vagas, lá me entretenho a fazer saquinhos com a outra metade.
E os carimbos?!? Os carimbos são feitos com um x-acto e borrachas de apagar, e muita paciência, ajudada pelos meus olhos de míope e pela minha predilecção pela minúcia. Primeiro dei mil e uma voltas para descobrir onde os fazer, depois descobri que seria caríssimo, e depois de algumas experiências noutros materiais, voilá, descobri que podia também fazer os carimbos que precisava! Muitas vezes é tão simples resolver "problemas" com materiais que existem em nossa volta, sempre ao nosso dispor... basta olhá-los com outros olhos, e ver as possibilidades!




quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Back to wild web life!...

Queridos amigos,

Longo vai o tempo da minha ausência por este blogue, embora continue a dedicar-me de coração e alma à nossa Mãe Terra, e a fazer estas "mezinhas" que tanta gente têm ajudado e que me ajudaram a também a sentir que finalmente algo na minha vida fazia absoluto sentido, e tanto que tenho crescido nesta experiência de aprendiz da alquimia da vida, agradeço-vos por me acompanharem nesta viagem!

Muitas coisas aconteceram desde 2014, e para quem não foi acompanhando, uma delas foi cada um dos Filhos ter seguido o seu caminho, mas apesar do meu silêncio por aqui, eu continuo este projecto, aprofundando cada vez mais a aprendizagem, graças a todas as pessoas em vários cantos do país e do mundo que continuam a solicitar os meus produtos e também a esta paixão que tão bem tenho sabido alimentar, ao estar mais na fonte!

 Claro que agora não tenho novos rótulos bonitos como o Rúben fazia, embora mantenha o design feito por ele com muito gosto, tem havido produtos novos com rótulos manuais, e com os carimbos que faço, e muitas coisas que adoraria colocar ao vosso dispor, pois tenho também mais plantinhas e sementes e tanto...

Nestes tempos de interregno, fui partilhando por Facebook, mas neste momento a minha vida pede-me mais Natureza e leva-me muitas vezes para longe de hi-fi e tecnologias, e outras partes de mim pedem-me que me dedique, não só ao cuidado da Natureza e das pessoas, como ao cuidado do património e tantas outras coisas que chamam por mim.

  Nestes dias de transição tenho pensado em tudo isto, e de repente aquilo que me parecia difícil de resolver (por me faltar a habilidade para as máquinas), veio até mim como um conselho precioso do sábio homem que amo e que me tem acompanhado agora nesta jornada, também ele uma espécie de ermita das montanhas, bicho do mato como eu, prateleiras cheias de livros de plantas como eu, e um jardim de espécies raras... e tcharam!!

 Isto de ter um blog já nem se usa, mas, querendo eu continuar a dedicar-me a vós, tendo menos tempo para vos responder no próprio dia, e enviar as encomendas super rápido como me habituei a fazer, ainda que isso fosse desastroso no sentido em que muitas vezes chegava a gastar mais na deslocação aos correios, do que ganhava na própria encomenda, ou muitas vezes mal dormia pois fazia tudo isto (desde a semente ao produto final, mtas vezes rotulagem e todo o contacto e envio) muitas vezes depois de um dia inteiro de trabalho árduo no campo ou mesmo outro emprego, parece-me que poderá ser uma boa salinha de acolhimento para quem só vem de vez em quando, como eu.

Acabo por perceber algo muito simples que estive a tentar praticar nos últimos tempos: fazer à medida das minhas possibilidades. Não me cobrar tanto, não me exigir trabalhar por 2 ou 3 e no fim ainda ficar desgostosa comigo por não aguentar mais. Talvez seja melhor explicar simplesmente que sou só eu, Denise, por detrás de tudo isto, e que ando a aprender a exigir-me menos, a proporcionar-me mais aquilo que preciso, e isso também inclui tempo para estudar, para amar, para respirar, para cuidar das minhas plantas, e agora muitas vezes só acedo à internet uma vez por semana, pelo que posso demorar mais um bocadinho, mas tenho praticamente todos os produtos em stock, e mais uma série deles a querer aparecer ;)

Tentarei mitigar a minha falta de tempo e de jeito e paciência para as tecnologias, regressando a este blog! Acho que pode ser uma boa ferramenta para vos manter informados, sobretudo, se eu conseguir remodelar a loja e adicionar mais coisas ;) veremos!

E já agora, um ano pleno de abundância e transformação! Viver com mais verdade, amor e alegria, e sobretudo, que saibamos ser gratos a cada dia, que saibamos dar o melhor de nós, sejamos gentis connosco, pois só assim poderemos sê-lo verdadeiramente para com os que nos rodeiam! Tenhamos coragem de mudar aquilo que já não nos serve, e aceitar o que não podemos mudar. Deixemos de procrastinar e passemos à acção, para criarmos a realidade que desejamos viver!








sábado, 7 de janeiro de 2017

Recordações

Apeteceu-me partilhar aqui uns tesourinhos que encontrei e que foram momentos tão especiais...
Grata a todos os que participaram :) e também a quem tirou as fotos e partilhou com tanto carinho!

Encontro Verde 
2012
Quinta da Cabeça do Mato



Workshop de Sabão feito com óleo de cozinha usado (para lavar loiça)


Workshop de desodorizante natural



Festival Tempo d'Aldeia 2013
S. Pedro do Rio Seco
Oficina de sabão reciclado





Festival Tempo d'Aldeia 2014
S. Pedro do Rio Seco

Workshop de Desodorizante natural

Este sítio, este festival, estas gentes... que saudades!!!
Foi um privilégio ter feito parte desta vivência, partilhar deste projecto tão bonito feito com tanto amor!





E para meu espanto e quase pânico, encontro entre tantos rostos, a Fernanda Botelho, que tem um trabalho admirável de divulgação de plantas medicinais e comestíveis e as suas propriedades, e alguns livros e agendas publicados, trabalho esse que muito prezo. Mas não havia razão para nervosismos, acabou por ser um momento muito bem passado, que começou com o workshop de deo natural e acabou com muito mais, entre partilhas de conhecimentos diversos entre todos os participantes! E assim era o espírito de partilha e crescimento, naquela aldeia... Adorei este dia!

Participação na Festival de Jardins Beira Grass Roots 2015

Desta vez, além dos produtos Filhos da Terra, levei também algumas plantinhas especiais, para venda ou troca, e pude conhecer também pessoas muito sábias, que vieram de longe carregados de sementes preciosas! 



quinta-feira, 10 de abril de 2014